July 14, 2016

p2 Emotions in 3D Made in Luxembourg Bomdia.lu

SEXTA, 21 SETEMBRO 2012 17:38   

MoodMe: Emoções em 3D Made in Luxembourg
Luxemburgo

moodme_image

Chandra de Keyser é um personagem. Quando o conhecemos pela primeira vez apercebemo-nos de que é uma daquelas pessoas que revela de imediato uma mistura explosiva de características empreendedoras e comerciais.

Chandra é o fundador e líder da MoodMe, uma aplicação online e móvel 3D que vai mudar a forma como as pessoas partilham emoções no mundo digital. Imagine tirar uma fotografia à sua cara, carregá-la na aplicação e vê-la transformada em versão 3D pronta a refletir o seu estado de espírito. Parece simples, não é? É no entanto muito complexo.

Milhares de horas de código foram já investidas para criar os 200 pontos de referência que o sistema calcula a partir dos olhos, sobrancelhas, nariz e boca. Para ter uma visão mais clara do que estamos a falar pode experimentar com uma fotografia sua nesta versão de demonstração.

A MoodMe quer naturalmente conquistar o mundo, começando já dentro de poucas semanas a partir do seu telemóvel e da sua imagem de perfil no Facebook. O mercado potencial é enorme se considerarmos que a partilha de emoções pode um dia substituir mensagens escritas e a sua atualização de estado no Facebook. Celebridades, futebolistas e organizações podem vir a ser os primeiros alvos da empresa para a rentabilização de uma aplicação que, apesar de ser dirigida aos consumidores está a fazer as suas primeiras vendas no mercado empresarial.

Protegida por patentes internacionais, a MoodMe opera a partir do Luxemburgo com uma equipa multicultural sedeada na incubadora de empresas Technoport em Belval (LU) e com sócios e colaboradores dispersos por Itália, Reino Unido e Brasil. A base de investidores da MoodMe é também internacional com 100 mil euros de investimento recebido por parte de “business angels” do Canadá, Alemanha, França e Itália que vieram somar aos mais de 200 mil euros investidos pelos fundadores.

Focando-nos de novo em Chandra – belga de origem que se considera “um cidadão multicultural da nave espacial Terra” e que fala sete línguas incluindo português – este prepara a sua mala para voar em direção aos Estados Unidos no início de Outubro.

A MoodMe foi selecionada pelo governo luxemburguês para beneficiar da parceria assinada no ano passado com o Plug & Play Tech Center de Silicon Valley e Chandra vai estar lá durante pelo menos 3 meses à procura das oportunidades certas para ganhar raízes nesse mercado onde ele acredita ser possível encontrar os investidores de risco que a empresa precisa para se tornar visível no mercado digital.

O objetivo de Chandra é no mínimo chegar à 1ª posição mundial das aplicações com mais downloads e se ele assim o diz, eu acredito.

Luís Galveias

(Veja o vídeo de demonstração MoodMe e saiba mais em https://www.facebook.com/MoodMe.biz)